The browser should render some flash content, not this. Go to Adobe Page and Download Adobe Flash Player Plugin.
Liga Brasilian's Spellfire Warriors

Liga Brasilian's Spellfire Warriors

ImprimirE-mail

Em julho de 2006 dois jogadores de São Paulo, Everton Borella e Alexandre Honorato realizaram durante o EIRPG – Encontro Internacional de RPG-SP, evento de renome criado pela Devir, um campeonato de SpellFire nacional, que contou com a presença de 12 pessoas, sendo maioria paulista haviam também dois capixabas e um carioca. Um campeonato disputadíssimo que despertou em alguns jogadores a vontade de criar algo que organiza-se o SpellFire nacionalmente, pois o mesmo andava meio “largado as traças!”, algo que fosse como um conselho nacional, para cuidar de campeonatos e coisas afins.  

O desejo era se criar algo que fosse como uma organização nacional para assuntos de spellfire, mas, como fazer isso se em cada estado havia somente poucos jogadores, para tanto decidiu-se que cada estado teria um representante e estes formariam um conselho que fosse realmente focado em fazer spellfire ressurgir e reviver dentro de outros jogadores o velho espírito de spellfire adormecido. 

O primeiro desafio era escolher pessoas que representassem cada estado, precisariam ser pessoas com alto conhecimento de regras e com capacidade de liderança. Para ser algo democrático criou-se a norma de somente um integrante de cada estado seria permitido e estes todos com direitos iguais dentro do grupo, como os únicos estados “presentes” que ainda haviam jogos eram SP, ES e RJ nestes foram escolhidos jogadores interessados em fazer algo pelos outros, sem remuneração e gasto de muito tempo em reuniões via MSN, no sul do país sempre existiram jogadores então para que eles também fossem representados elegeu-se um conselheiro para esta região, estava assim formado o conselho, contando com Everton Borella-SP - vice-campeão no campeonato citado, ele foi aderido ao grupo após decisão entre ele e Honorato para quem ocuparia o cargo. Luiz Cláudio de Melo-ES (Lucal) – Campeão deste campeonato também assíduo jogador de seu estado. Gustavo Olívia-RJ – Escolhido pelos próprios jogadores do Rio de Janeiro por representar bem o mesmo e Daniel Nunes-PR que se mostrou ser o principal nome em spell de sua região.  

Após muitas conversas e vários nomes diferentes, montaram uma liga com o intuito de ser um grupo forte com organização, usaram a palavra LIGA simplesmente por significar uma UNIÃO, mas na verdade era uma organização denominada Liga BSW de SpellFire sigla de Brasilian SpellFire Warriors, em sua tradução Guerreiros Brasileiros de SpellFire, ao qual denominaria tudo quanto qualquer ação do grupo no país, para tanto cada conselheiro assumiu a responsabilidade de cuidar do spellfire em seu estado e todos juntos da nação. Criou-se um símbolo e com ele começaram um “garimpo” de jogadores espalhados pelo Brasil e como primeiro teste organizaram os primeiros campeonatos estaduais existentes entre anos, com requisito mínimo de 6 participantes, pontuação e ranking, algo que não se ouvira falar em SpellFire. Mesmo com dificuldades 4 foram realizados, os campeonatos Carioca, Paulista, Capixaba e o chamado Estadual Sul englobando PR, RS e SC. Para animar mais os jogadores, tornaram o campeonato realizado em São Paulo no EIRPG oficial, como o 1º Campeonato Nacional de SpellFire, tendo ele como princípio do ranking, mesclado com os resultados dos estaduais, nasceu o RANKING BRASIL, que foi algo inédito, com o ranking disputas acirradas passaram a existir para saber quem terminaria o ano como o número um do Brasil.  

A partir destes eventos a Liga BSW começou a ser respeitada. Uma das prioridades da Liga BSW era, e ainda é, acertar as regras, para tanto pesquisou-se por todo o mundo um modo das regras serem disponíveis para todos, localizaram a regra Resource 5.0, que não era oficial na época, porém detinha a regra de todas as cartas e ainda era em modo digital, após analisar bem a mesma, e verificar seus criadores e autoria, a tornamos oficial para jogos no país e a disponibilizamos para todos o que auxiliou e muito no entendimento de vários jogadores sobre a regra facilitando a todos terem conhecimento de várias regras e cartas que não se conhecia. 

Em outubro Daniel deixou o grupo sendo eleito em seu lugar Mauricio Zanelatto-SC escolhido também por jogadores de seu estado, votado e aprovado pelos já integrantes do conselho. Presença marcante que auxiliou na confecção das cartas Promo, uma inovação do conselho. Uma das raízes da Liga é reviver o jogo, com isso estes cards foram criados, cujo principal objetivo é trazer novas cartas para os jogos. Eram entregues sempre em pares durante os campeonatos nacionais, uma homenageando o campeão do torneio anterior, sendo entregue aos 8 melhores colocados e outra chamada “Geral” que era entregue a todos os participantes, ambas gratuitas, com isso duas foram entregues no 2º Campeonato nacional realizado em 13 e 14 de janeiro de 2007 no RJ e mais duas no 3º Campeonato Nacional realizado novamente em SP nos dias 7 e 8 de julho de 2007, este contando com jogadores de 4 estados SP, ES, RJ e PR num total de 18 participantes. Em 2008 com a determinação de haver somente um campeonato nacional por ano, criou-se mais uma carta promo que homenagia-se a cidade sede do campeonato nacional, a primeira homenageando Vitória-ES (Village of Vitória) e a segunda em 2009 Belo Horizonte (MG), como a carta de mesmo nome. 

O conselho também criou o INFOSPELL informativo contendo artigos sobre SpellFire e os rankings, elaborou regras para seus campeonatos, criou um cadastro nacional de jogadores o que facilita o contato entre moradores de mesmo estado e estes recebem informações diretamente por e-mail sobre tudo o que acontece em SpellFire, contando com mais de 300 cadastrados.  

Neste anos de existência a Liga BSW vem crescendo muito aumentando sua atuação no cenário nacional sendo vinculada a outros estados trazendo assim outros conselheiros para a mesma, ao mesmo tempo por ter uma carga puxada de envolvimento e responsabilidade, entre outros motivos, alguns conselheiros preferiram sair, havendo renovação no conselho, em 2008 aderiram ao grupo, Bruno Bento-MG, Thiago Nazareth-RJ (com a saída de Gustavo), Guilherme Reis-SP e Elenilson Heleno-SP(com a saída de Everton), Gelson Lozer-ES (único jogador a ir em todos os campeonatos nacionais e também em campeonatos no RJ e SC), também o sul ganhou representantes em cada estado onde Dener Resende-PR, Lúcio Branger-SC e Luiz Pereira Filho-RS (com a saída de Daniel), sendo que Luiz fez uma revolução em spellfire criando o site (www.spellfire.com.br) e o fórum, o que alavancou Spellfire e a Liga BSW a ares nunca vistos. Com o site conseguimos fornecer acesso direto a todos os jogadores todo o material de spellfire como rankings, regras, guias em PDF (cedido por Dener), boosters online, lojas, sites internacionais entre muitas outras coisas.  

Em 2009 com a saída de Thiago, Felipe Maia assumiu no RJ, no Rio Grande do Sul, Luiz deixou o conselho aderindo Manoel Pereira Neto e Rafael Heller. No Paraná Fábio Rogério assumiu no lugar de Dener, em São Paulo Samuel Ferezin e Fernando ingressaram com a saída de Guilherme e Elenilson e Christian Costa entrou para ajudar Bruno em Minas Gerais, formando assim a Liga BSW de Spellfre presente em todo o sul e sudeste do país, tendo ainda como colaborador Josimar Gonçalves em Pernambuco. 

Com esta conexão direta dentro de todos os estados do sul e sudeste, além de alguns estados da região nordeste, a Liga BSW cresceu extraordinariamente, passando em 2010 de 250 membros cadastrados, tendo mais de 1000 acessos/mês ao site e uma presença maciça ao fórum e comunidade no Orkut. 

Acredito que a maior de todas as idéias até hoje foi a criação do Booster Brasil o primeiro booster totalmente brasileiro chamado Mitos e Lendas baseado no folclore e cultura de nosso país, lançado em novembro de 2009 com uma aceitação tremenda em todos os estados filiados.

Buscando sempre crescer e tornar SpellFire um jogo atual a Liga BSW vem a cada dia aumentando seu prestígio e autoridade, tendo já realizados quase 30 campeonatos estaduais simples, 6 campeonatos de duplas e 6 campeonatos nacionais em 5 estados diferentes, São Paulo, Rio de janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais e Paraná, já agendado o de 2011 novamente Rio de Janeiro. Com um Recorde de 20 participantes o que para parâmetros internacionais nos dias de hoje é uma vitória fantástica. 

Hoje já temos 4 anos de existência, tendo contato direto com jogadores todos os dias, temos como conquistas para Spellfire nestes anos: 

13 cartas Promos
Cadastro Nacional de Jogadores
Grupo de discussão Spellfire Brasil:
Assumido o maior grupo de discussão de spellfire por e-mail do país;
Concurso de Desenhos: realizado em 2007 para definir as imagens das promos 7 e 8.
Cúpula de Discussão: Mesa redonda durante o campeonato nacional, onde se discute regras para os campeonatos oficiais.
Campeonato de Duplas: Com regras próprias e campeonato oficial
Tabela de Preços – Brasil – Atualizada a cada ano
Tradução da Regra Oficial para o português e disponível a todos
Guia de Cartas (PDF) – contendo a 4ª edição, Draconomicon, Nigth Stalkers, Dungeons, Promo TSR e Promo BSW
Twitter - Noticiando tudo sogre o jogo.
Campeonatos: Hoje temos campeonatos no RJ, SP, ES, MG, RS e SC
Notícias: Tudo de Spellfire é noticiado no site e/ou por e-mail.
Site: Recheando o mesmo com tudo de spellfire para facilitar o acesso dos jogadores

No site disponibilizamos: 

Links
: lojas, fóruns, sites de spellfire, banco de imagens fantasy, site de compras de cartas, Todos os campeonatos da Liga BSW com rankings, Fotos e vídeos, Ranking Nacional e Estadual,
Download: boosters online, guias 1,2 e 3 em PDF, fonte e ícones de spellfire, imagens da promos BSW, história traduzida de spellfire, regra Resource 5.0, regra traduzida, Atas de Cúpula de Discussão 2008 e 2009, Tabela de Preços,  E a cada dia buscamos mais e mais para reviver o melhor card game já criado.

Súmula

A Liga BSW, sigla de Brasilian's Spellfire Warriors, em sua tradução “Guerreiros Brasileiros de Spellfire” foi criada com o objetivo de unir seus jogadores em prol de uma organização. É coordenada por Conselheiros, pessoas de alto conhecimento de regras, jogos, detalhes e com capacidade de liderança.

O Conselho é responsável por todos os assuntos ligados ao Spellfire no Brasil, tendo como principal, o Campeonato Nacional, realizado a cada ano em um estado diferente.

·     2006 – São Paulo

·     2007/1 – Rio de Janeiro

·     2007/2 – São Paulo

·     2008 - Espirito Santo

·     2009 - Minas Gerais

·     2010 - Paraná

Integrantes:

Podem ingressar no Conselho pessoas amplamente conhecedoras do jogo, de suas regras e particularidades ou pessoas que sejam dispostas a assumir com responsabilidade. Estes devem estar disponíveis para reuniões on line, via Messenger e e-mail.

Cada estado poderá ter até 2 (dois) representantes, cada um deste autorizado pelo já presentes conselheiros da Liga.

Novos membros: Caso haja desistência ou saída de algum membro, um novo deverá ser indicado, votado e escolhido pelos membros em exercício.

Deveres:

·     Organizar o Campeonato Nacional com todos os seus detalhamentos e por menores.

·     Direcionar os Campeonatos Estaduais.

·     Divulgar o Spellfire em âmbito nacional.

·     Tratar todos os jogadores como iguais, sem distinções de nível, estilo, raça, credo ou cor.

·     Tratar por igual todos os Estados sem diferenciação de quantidade de jogadores.

·     Cadastrar todos os jogadores existentes no país, esta lista deve se tornar pública.

·     Explicar e esclarecer toda e qualquer dúvida sobre regras e cartas.

·     Qualificar e Autorizar Juizes para os campeonatos.

·     Organizar um ranking nacional e estadual e divulgá-los.

·     Divulgar os contatos do conselho para todo e qualquer jogador.

·     Aplicar o símbolo da BSW em todos os impressos e promos da Liga.

Direitos:

·     Criar as cartas promos, bem como, escolher as imagens e poderes referidos. (respeitando critérios das regras oficiais).

·     Receber um exemplar de cada promo e/ou brinde dos eventos.

·     Determinar as premiações dos campeonatos.

·     Criar novas modalidades ou meios de reviver o Spellfire.

·     Nomear colaboradores nos estados.

·     Premiar, quando necessário, seus colaboradores.

·     Organizar eventos menores ou paralelos.

·     Determinar regras para seus campeonatos.

·     Aceitar ou não eventos realizados sem o prévio conhecimento e autorização do BSW.

·     Alterar algum dado deste documento, desde que em unanimidade de votação.

Colaboradores: Um Colaborador é um guardião, um defensor ou o braço direito, são pessoas responsáveis pelas questões de spellfire em seu estado. São subordinados ao Conselho.

Responsabilidades:

·     Cuidar dos assuntos ligados ao Spellfire em seu estado/município.

·     Garimpar/procurar jogadores de spellfire em seu estado/município.

·     Organizar o campeonato estadual (atingindo o número mínimo e este for um objetivo).

·     Auxiliar o Conselho na organização do Campeonato Nacional.

·     Dirigir o Clã de seu estado (quando este existir).

·     Seguir e aplicar as regras definidas pelo Conselho.

Clã: Nome dado ao grupo de Spellfire de um estado. Os membros de um clã disputam o campeonato nacional em equipes e buscam um resultado em comum. O resultado é contado a partir da soma individual de cada membro, tendo assim o resultado por equipe ou por clã. O resultado para o ranking nacional por equipe é definido pela soma dos pontos dos 3 melhores competidores de um estado.
Obs: O resultado por clã é diferenciado do individual e não interfere no mesmo. Não há prêmios para os clãs.
Tradução: Clã: Tribo formada por um grupo de famílias de origem comum.

Requisito para formar um clã:

·     Existir Campeonatos Estaduais em seu estado.

·     1 membro necessariamente precisa ir ao campeonato nacional.

·     Mínimo de 6 jogadores cadastrados.

·     Ter um nome, não pejorativo, para o clã.

·     Ter um membro em contato direto com a Liga BSW.

Juízes: Os juizes de cada campeonato receberão uma bonificação em pontos para o ranking de seu estado, conseguinte para o ranking nacional. Para o campeonato estadual receberão +3 pontos quanto for juiz e jogador e +5 pontos quando for somente juiz. No campeonato Nacional de +7 e +10 pontos seguindo os mesmos critérios. Para que não haja prejuízo para os juízes, dos campeonatos estaduais, anteriores a essa data, o mesmo critério será validado para estes.
Obs: Requerido e aprovado pelo conselho na data de 31/10/2006.

Jogadores presentes em dois campeonatos estaduais no mesmo período.

Jogadores presentes em jogos em estados diferentes, no mesmo período, a pontuação adquirida será contada somente pela metade para o ranking.
Obs: Requerido e aprovado pelo conselho na data de 28/03/2007.

Regras Internas da Liga BSW:

Nenhum conselheiro tem o direito de ofender outro membro do conselho, seja por palavras, gestos ou texto, caso isso ocorra este receberá uma penalidade, em caso de 2 penalidades será expulso do conselho.

Regras para Campeonatos:

Todo e qualquer jogador de Spellfire residente no país possui o direito de disputar o campeonato, desde que efetue o pagamento da inscrição, tendo ele cartas de quaisquer séries, desde que estas estejam de acordo com as regras do campeonato.

Caso um participante desrespeite algum jogador, este poderá ser desclassificado. A critério do BSW.

Promos

São cartas dadas com brindes, nos campeonatos nacionais, cada carta promo será do seguinte modo:

·     Uma Promo que homenageia o campeão do torneio anterior, será distribuída para os 8 melhores.

·     Uma Promo Geral será para todos.

·     Uma Promo Reino homenageia a cidade sede do campeonato nacional, entregue a todos os jogadores